Bitcoin, moeda virtual chega com força e vira febre entre investidores

Com certeza você já ouviu falar em bitcoin, mas você sabe como realmente ela funciona? Com grande valorização em 2017, o Bitcoin é uma moeda virtual que existe desde 2009 e não possui uma espécie de banco centralizador. Com sua rápida ascensão, passou a chamar atenção de muitos investidores brasileiros.

Como qualquer moeda tradicional, como o dólar ou real, o Bitcoin segue a lei de oferta e procura. Quanto mais procurada é, mais valorizada fica. Um único bitcoin vale atualmente mais de 13 mil reais. Alguns países já estão regularizando ou pensando em regularizar a moeda, como a Austrália, Japão, Rússia, China. No Brasil existe um projeto de lei que regulamenta o uso de todas as moedas digitais para análise na câmara dos deputados.

O Coach Financeiro, Rodrigo Miranda, fala sobre a importância da regularização: “isso dá uma segurança e uma credibilidade às negociações. Importa salientar que os bitcoins são legais”. Rodrigo também cita um dos benefícios de se utilizar o dinheiro virtual: “por ser uma moeda internacional, diferente do real e do dólar você não perde taxas e valorização em viagens internacionais. A economia é de até 15% nas operações internacionais”, explica.

Quando surgiu, na sua primeira vez de utilização como moeda de compra, foi usado para comprar pizza e um bitcoin valia dez centavos de dólar. Para pagar duas pizzas foi preciso dez mil unidades da moeda virtual. Hoje essa mesma quantidade de moeda bitcoin utilizada para comprar duas pizzas, valem mais de 40 milhões de dólares.

De acordo com o Coach, o bitcoin pode revolucionar o mercado financeiro da mesma forma que a internet revolucionou o comércio por causa da ideia disruptiva. “As pessoas estão cansadas de pagar tributos para países e ter muito pouco em troca. As novas gerações que estão muito acostumados com tecnologias estão em busca de coisas que sejam disruptiva. Não querem intermediários e querem a sensação de independência. Tudo isso o bitcoin faz”.

Para Rodrigo, o risco dos bitcoins são a moeda cair em desuso, ou seja, as pessoas pararem de usar os bitcoins. Mas o coach considera isso pouco provável por toda a indústria que já se formou. Mas é possível porque essa desvalorização também pode vir da oscilação do mercado, visto que no país ainda não está regulamentada. Outro risco é a manipulação de grandes grupos que já detém boa parte e podem manipular a circulação dos bitcoins.

Entretanto, quem investiu em 2016 já teve quase 1.000% de lucro até o presente momento. A moeda segue se valorizando porque está sendo utilizada, tem demanda e pouca oferta. Alguns analistas no mundo dizem que a moeda, que hoje vale em torno de 4 mil dólares, pode chegar a 10 mil dólares em 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s